O Apologista da Verdade. Tecnologia do Blogger.

Pesquise no blog

Carregando...

Acessem o site oficial para baixar

domingo, 23 de novembro de 2014

               Certo leitor deste blog trouxe a seguinte questão:

           “Conversando com um trinitarista, veja o que ele disse: ‘O Espírito Santo tem nome sim e o seu nome é Senhor.’ Ele citou então 2Tessalonicenses 3:5, que diz: ‘Ora o Senhor encaminhe os vossos corações no amor de Deus, e na paciência de Cristo.’ Daí perguntou: ‘Quem era este ser chamado Senhor? Era o Pai? Não, pois o Pai é citado logo à frente (no amor de Deus). Era o Filho? Não, pois ele é citado logo no fim (na paciência de Cristo). Então, o único que pode estar sendo referido aqui é o Espírito Santo.’ Então, irmão, esse primeiro "Senhor" se refere a Jeová ou a Jesus? Aguardo respostas. (OBS: Sei que Senhor não é nome, é título.)”

Portanto, é um prazer considerar esta questão, em benefício de todos os leitores deste blog.

A evidência contextual parece apontar para que a identidade do “Senhor” em questão seja a de Jeová Deus. Vejamos por quê:

2 Tessalonicenses 3:1-5 declara:

Finalmente, irmãos, fazei orações por nós, para que a palavra de Jeová prossiga rapidamente e seja glorificada, assim como de fato se dá convosco; e que sejamos livrados de homens nocivos e iníquos, pois a fé não é propriedade de todos. Mas o Senhor é fiel, e ele vos fará firmes e vos guardará do iníquo. Ademais, temos confiança no Senhor, quanto a vós, de que fazeis e continuareis a fazer as coisas que ordenamos. O Senhor continue a dirigir os vossos corações com bom êxito ao amor de Deus e à perseverança pelo Cristo.” (Negrito acrescentado.)


1) O uso do nome divino no v. 1, apoiado por J7,8,13,14,16-18,22,23. (Veja Tradução do Novo Mundo Com Referências [Rbi8], Introdução, p. 10.)

J7  – Escrituras Gregas Cristãs em 12 idiomas, inclusive hebr., de Elias Hutter, Nurembergue, 1599.
J8 Escrituras Gregas Cristãs, hebr., de William Robertson, Londres, 1661.
J13 Escrituras Gregas Cristãs, hebr., de A. McCaul, M. S. Alexander, J. C. Reichardt e S. Hoga, Londres, 1838.
J14   Escrituras Gregas Cristãs, hebr., de J. C. Reichardt, Londres, 1846.
J16  Escrituras Gregas Cristãs, hebr., de J. C. Reichardt e J. H. R. Biesenthal, Londres, 1866.
J17 Escrituras Gregas Cristãs, hebr., de Franz Delitzsch, Londres, ed. de 1981.
J18 Escrituras Gregas Cristãs, hebr., de Isaac Salkinson e C. D. Ginsburg, Londres.
J22 Escrituras Gregas Cristãs, hebr., das United Bible Societies (Sociedades Bíblicas Unidas), Jerusalém, 1979.
J23 Escrituras Gregas Cristãs, hebr., de J. Bauchet, Roma, 1975.
  

2 - O versículo 3: “Mas o Senhor é fiel, e ele vos fará firmes e vos guardará do iníquo.”

Jesus solicitou ao Pai: “Solicito-te, não que os tires do mundo, mas que vigies sobre eles, por causa do iníquo.” – João 17:15.

“Não vos tomou nenhuma tentação exceto a que é comum aos homens. Mas Deus é fiel, e ele não deixará que sejais tentados além daquilo que podeis agüentar, mas, junto com a tentação, ele proverá também a saída, a fim de que a possais agüentar.” – 1 Coríntios 10:13.

“Jeová sabe livrar da provação os de devoção piedosa, mas reservar os injustos para o dia do julgamento, para serem decepados.” – 2 Pedro 2:9.

Os três versículos acima, que se referem ao Pai, apresentam a mesma ideia de 2 Tessalonicenses 3:5.

Mas como explicar a construção textual do vers. 5, que diz: “O Senhor continue a dirigir os vossos corações com bom êxito ao amor de Deus”?

Essa construção, de se falar da mesma pessoa de modo diverso (na terceira pessoa do singular) é admissível, tanto no texto hebraico quanto no grego bíblicos. Os exemplos abaixo elucidam isso:

“Jeová fez então chover enxofre e fogo sobre Sodoma e sobre Gomorra, da parte de Jeová, desde os céus.” – Gênesis 19:24.

“Naquele tempo Salomão passou a congregar os anciãos de Israel, todos os cabeças das tribos, os maiorais dos pais, dos filhos de Israel, ao Rei Salomão em Jerusalém, para que fizessem a arca do pacto de Jeová subir da Cidade de Davi, isto é, Sião.” – 1 Reis 8:1.

“E a Moisés ele [JEOVÁ] disse: “Sobe até Jeová, tu e Arão, Nadabe e Abiú, e setenta dos anciãos de Israel, e tendes de curvar-vos à distância.” – Êxodo 24:1.

“Jesus ouviu que o tinham lançado fora, e, achando-o, disse-lhe: ‘Depositas fé no Filho do homem?’” – João 9:35.

“Então tomou os doze à parte e disse-lhes: “Eis que estamos subindo para Jerusalém e completar-se-ão todas as coisas escritas por meio dos profetas quanto ao Filho do homem. Por exemplo, ele será entregue a homens das nações e divertir-se-ão às custas dele, e será tratado com insolência e cuspirão nele; e, depois de o açoitarem, matá-lo-ão, mas no terceiro dia ele será levantado.” – Lucas 18:31-33.

Se usarmos a premissa do tal trinitarista, então Jesus e o “Filho do homem” são pessoas distintas, pois Jesus se referiu ao “Filho do homem” na terceira pessoa do singular, como se estivesse se referindo a outro.

O mesmo se pode dizer dos textos acima das Escrituras Hebraicas (“Velho Testamento”). Teríamos de chegar à conclusão de que havia DOIS reis chamados “Salomão”. Também que haveria DOIS ‘Jeovás’. Acontece que a Bíblia é clara:

Jeová, nosso Deus, é um só Jeová.” – Deuteronômio 6:4.

Assim, não há nenhuma contradição em o “Senhor” de 2 Tessalonicenses 3:5 ser o Pai, Jeová, que também é referido na expressão “amor de Deus”, construção textual que ocorre também em outras partes da Bíblia.


Os artigos deste blog podem ser citados ou republicados, desde que seja citada a fonte: o blog oapologistadaverdade.blogspot.com